Carla Ferreira

Carla Ferreira

Amesterdão – Holanda – Informações Úteis

#Continuandoàprocura das grandes capitais europeias, estive em Amesterdão que é uma cidade repleta de espaços históricos, museus, edifícios e outras localizações que impressionam pela beleza, imponência e importância que tiveram. 

Sem dúvida uma das jóias da Europa, e não é apenas pelos canais do século XVII, mas também pelas emoções e sensações que desperta.

Para quem gosta de descontrair, relaxar e usufruir do melhor que as metrópoles têm para oferecer, então vão encontrar em Amesterdão tudo isso, pois é uma cidade conhecida e reconhecida internacionalmente pela animação, diversidade e qualidade da sua vida cultural e artística, diurna e noturna. Festivais, concertos, performances especiais e todo o tipo de eventos são comuns pelas ruas e por todos os espaços próprios ou adaptados para o efeito.

Amesterdão é uma cidade histórica repleta de canais datados do século XVII, é composta por edifícios históricos, casas tradicionais, casas-barco e barcos que navegam pelos canais, fazendo desta cidade, um local de uma beleza singular com um encanto especial.

Com 60 milhas de canais, estes e a Linha de Defesa de Amesterdão são considerados Patrimónios Mundiais pela UNESCO, com quase 700 edifícios do século XVIII ou anteriores, Amesterdão é uma das cidades mais bem conservadas da Europa, o seu centro pouco mudou desde o tempo de Rembrandt, contudo, é também uma cidade moderna, colorida, peculiar e encantadora.

É a capital e a cidade mais populosa dos Países Baixos. O seu estatuto de capital holandesa é garantido pela Constituição dos Países Baixos, embora não seja a sede do governo holandês, que fica em Haia. Tem uma população de 833 989 habitantes na cidade propriamente dita, 1 603 531 habitantes em sua área urbana e 2 437 520 habitantes na área metropolitana. A região da cidade tinha em 2015, uma população aproximada de 2,4 milhões de pessoas. A área urbana inclui os municípios de Aalsmeer, Amesterdão, Amstelveen, Diemen, Haarlemmermeer, Ouder-Amstel, Uithoorn, e Waterland.

Amesterdão deriva Amstelredamme, uma indicação de sua origem como uma represa do rio Amstel. Originária de uma pequena vila de pescadores que surgiu no final do século XII, a cidade tornou-se um dos portos mais importantes do mundo durante a Século de Ouro dos Países Baixos (século XVII), como resultado de seus desenvolvimentos inovadores no comércio.

Como a capital comercial dos Países Baixos e um dos principais centros financeiros da Europa, Amesterdão é considerada uma cidade global alfa. Muitas grandes instituições holandesas mantêm suas sedes na cidade e sete das 500 maiores empresas do mundo, incluindo Philips e ING, situam-se na capital holandesa.

Entre os seus residentes famosos estão Anne Frank, o artista Vincent van Gogh e o filósofo Baruch Spinoza. A Bolsa de Amesterdão, a mais antiga bolsa de valores do mundo, está localizada no centro da cidade.

A maior parte da cidade é constituída por pôlderes, terrenos planos e alagáveis, por isso o relevo é o de uma região que se encontra abaixo do nível do mar, concretamente dois metros abaixo. Um sistema bem projetado de canais em forma de círculos que se interligam, é a base do sistema de drenagem urbana. Esses canais, que correm à sombra de árvores, são as vias de transportes que dividem Amesterdão em ilhas. Mais de quatrocentas pontes conectam as ilhas. Constroem-se quase a totalidade das residências em cima de estacas de madeira, devido ao encharcamento e à pouca consistência do solo.

No que diz respeito à flora do país, há as plantas que vivem nas dunas, que se adaptam à salinidade e à água, e os bosques de coníferas e carvalhos que caracteriza tanto os Países Baixos como Amesterdão.

Esta é, portanto, uma cidade para todos os gostos. Amantes de paisagens, arte, história, românticos e até ecologistas, todos encontrarão nesta maravilhosa e linda cidade vários pontos de interesse, um local que conjuga um ambiente calmo e descontraído com toda a animação e vantagens de uma grande cidade.

Para planear a visita a uma cidade tão especial e com tanta oferta de atrações como Amesterdão, convém escolher muito bem tudo o que se pretende conhecer, assim, e para ajudar nessa fase inicial de preparação da viagem, deixo-vos alguns conselhos e dicas imprescindíveis para compreenderem melhor o funcionamento de uma das cidades com mais turistas.

 

CLIMA

Apesar de ser uma das cidades mais chuvosas da Europa, e raramente atingir temperaturas elevadas, Amesterdão também tem períodos bem solarengos. Contudo, a chuva é uma constante o ano inteiro, e o inverno pode gerar alguma neve.

De maio e outubro é a principal época de viagens. O pico de turistas é em julho e agosto, e também em março quando a cidade está literalmente em flor com as suas maravilhosas tulipas.

A passagem de ano é também um momento alto para visitar esta cidade. É uma celebração única e efusiva que vale a pena vivenciar.

 

QUANDO IR

Amesterdão tem uma oferta incomparável de eventos ao longo de todo o ano, o complicado mesmo é escolher qual a melhor altura para ir.

 

EVENTOS AO LONGO DO ANO:

7 a 11 março – Show de Barcos de Amesterdão

A temporada da vela é inaugurada oficialmente, todos os anos, no primeiro dia do Festival Marítimo de Amesterdão (HISWA). Pessoas oriundas de toda a parte assistem a este espetáculo pela única razão, que é a paixão pelos desportos.

 

22 março a 13 maio – keukenhof

As tulipas holandesas são conhecidas no mundo inteiro. Para ver os campos de tulipas florescendo, a melhor época para o fazer é entre abril e maio, período que coincide com a abertura do Keukenhof, o maior parque de flores do mundo, uma raridade maravilhosa da Natureza. São mais de 7 milhões de bulbos de flores, numa coleção fantástica de tulipas, jacintos, narcisos, orquídeas, rosas, entre outras, num envolvimento perfeito de cor e perfume.

 

27 abril – Dia do Rei

Este é um dia de muita diversão, das ruas às pessoas, numa demonstração de orgulho pela família real holandesa, que coincide com o dia de aniversário do rei, um dia de explosão cor de laranja. Nesta altura vão também encontrar na cidade os melhores eventos, ações e oportunidades, entre elas, os melhores mercados de pulga (os “mercados livres” como são conhecidos). O importante é não esquecerem de levar roupa laranja.

 

28 julho a 5 agosto – Parada Gay

A Parada do canal é o evento mais famoso da Parada do Orgulho Gay, que todos os anos comemora a igualdade entre heterossexuais, gays, lésbicas e transexuais.

A parada do Canal consiste numa série de barcos com decoração extravagante que desfila pelo canal Prinsengracht e em parte do rio Amestal. Nesta altura há também grandes festas em vários locais da cidade, a Reguliersdwarsstrat, em particular, fica apinhada de gente.

 

16 e 17 setembro – DAMTOT DAMLOOP

Mais um evento a pensar nos desportistas, trata-se de um fim de semana durante o qual a corrida e o desporto são reis e senhores: a prova maior é uma maratona de 16,1km, da praça Dam em Amesterdão à praça Dam em Zaandam, a qual traz à cidade cerca de 35.000 participantes, este ano de 2018 há ainda a juntar uma corrida de 8km, que se realizará no sábado à noite.

 

19  a 21 outubro – Amesterdam Dance Event (ADE)

Para os apreciadores de música eletrónica e de dança, como nós, o ADE é considerada a mais importante conferência europeia de música electrónica e ainda o maior festival de música de dança do mundo.

 

1 a 3 dezembro – Amesterdam Light Festival

A partir do início do mês de dezembro, é possível observarem fantásticas iluminações criteriosamente selecionadas, e ainda extraordinárias esculturas feitas por artistas locais e internacionais. Os cruzeiros “Water Colours”, especificamente pensados para o efeito, são uma sugestão magnífica para melhor apreciarem este espetáculo de luzes.

 

COMO CHEGAR

Os voos diretos de Portugal para Amesterdão têm a duração de cerca de 3h. De Lisboa voa a TAP, KLM, Easyjet, Transavia e Vueling. Do Porto, a TAP, KLM, Transavia e Vueling. De Faro, a Transavia e Arkefly. Dos Açores, a Arkefly. Da madeira não há voos diretos.

Nós escolhemos a Transavia para a ida e a TAP para o regresso. Como sempre reservamos diretamente no site da empresa. Em Fevereiro, o bilhete custou cerca de 80€.

 

COMO IR DO AEROPORTO PARA AMESTERDÃO

Quem viaja para Amesterdão de avião vai aterrar no  Aeroporto Internacional de Schiphol, o quarto maior aeroporto da Europa e um dos mais movimentados.
O aeroporto está situado a cerca de 9km do centro da cidade, possui uma estação de comboios na parte subterrânea e dispõe ainda de um extensa rede de linhas de autocarro. Também existe uma grande oferta de táxis, mas nós recomendamos o comboio, por ser mais prático e rápido.

Numa curta de viagem de cerca de 20 minutos chega-se à Central Station em Amesterdão pelo custo de 3,30€, e podem comprar os bilhetes no aeroporto nas máquinas amarelas ou no balcão de vendas no aeroporto.

 

ONDE FICAR

Amesterdão possui uma variada incrível de alojamentos. Desde casas no canal reabilitadas a luxuosos hotéis do velho mundo, hotéis boutiques elegantes ou os práticos hostels, existem opções para todos os gostos e carteiras.

 

A NOSSA SUGESTÃO:

Generator Amesterdão Hostel

Este hostel, vencedor de Hospitality Design Best Economy Hotel Award, está localizado na zona oriental da cidade, no Oosterpark, um parque muito bonito de Amesterdão. Este antigo edifício da faculdade de zoologia alberga 564 hóspedes em 168 quartos twin e quádruplos com uma vista maravilhosa sobre a zona envolvente e casas de banho privativas. Possui um apartamento de luxo para seis pessoas com vistas do parque e uma cozinha. Dispõe de áreas sociais versáteis e espaçosas, preenchidas com toques de design criativo como elevadores com portas de vidro, um café sobrelevado e um terraço ao ar livre. O antigo anfiteatro foi transformado numa fabulosa sala de estar e bar, enquanto a velha biblioteca é agora uma sala de eventos privados e de relaxamento. A cave e o café funcionam como locais de refeições e a sala da caldeira original passou a ser um secreto bar noturno.

          

 

SUGESTÕES DO TRIP ADVISOR TRAVELLERS´CHOICE 2016: 

Misc Eatdrinksleep 

Esta casa do séc. XVII foi totalmente renovada combinando um design arrojado, sedutor, e inquestionável funcionalidade.

Com vista para os canais ou para um encantador jardim holandês, os seus originais quartos conceptuais foram pensados para agradar a todos os gostos.

 

Renaissance Amsterdam Hotel 

Este hotel permite desfrutar de uma localização privilegiada, oferecendo aos seus hóspedes uma experiência única, fruto de uma moderna e luxuosa decoração, uma gama de serviços única e um ambiente confortável e com muito estilo.

 

Mauro Mansion

Trata-se de um charmoso boutique hotel que se situa numa casa clássica do séc. XVI, no centro da cidade, ao lado dos canais, um espaço romântico e original que disponibiliza 9 quartos e uma atmosfera acolhedora única.

 

OUTRAS SUGESTÕES:

The Flying Pig Hostel

– NH Carlton Amesterdam

– Easy Hotel

– City Hotel Amesterdam

– Hotel Ix Nine Strests

– Renaissance Amesterdam Hotel

 

COMO CONHECER AMESTERDÃO (TRANSPORTES)

A melhor forma para conhecer a cidade é de bicicleta. A bicicleta é um meio de transporte muito divertido e saudável, a cidade disponibiliza várias vias dedicadas exclusivamente a ciclistas e muitas as empresas que disponibilizam bicicletas para alugar a preços bem convidativos. A nossa sugestão é que não deixe de usufruir desta experiência bem original, nem que seja só por umas horas, como aconteceu connosco, é indescritível a sensação de pedalar pela cidade.

 

Para quem não gostam de pedalar existem outras formas:

Tram – Um pequeno comboio à superfície muito confortável com ar condicionado. O bilhete, que pode ser comprado no próprio tram, e válido por 1 hora custa cerca de 3€. Podem também optar pelos bilhetes diários. Ter em atenção que os tram apenas funcionam até à meia-noite.

Comboio – Serviço rápido, frequente e constante, funciona desde as 6h e as 00h30.

Autocarro e Metro – Úteis sobretudo para visitar os arredores da cidade, não são muito utilizados no centro.

Táxi – Serviço caro e um pouco lento devido ao labirinto que são as ruas desta cidade.

Caminhar – É também uma boa opção pois Amesterdão é muito compacta e fácil de conhecer a pé.

 

DICA: O cartão GVB, cartão com chip é interessante porque inclui metro, autocarro e eléctrico. Poderão adquiri-lo nas bilheteiras ou nos postos de turismo. Não esqueçam de passar o cartão nas máquinas rosa sempre que entrar e sair do transporte.

 

Como já é habitual nós escolhemos o autocarro panorâmico, Hop On Hop Off, City Sightseeing, para 48h pelo preço de 36€, bilhetes que se compram em vários quiosques e lojas oficiais espalhados pela cidade. Para além de garantirmos transporte durante essas horas, ainda inclui um passeio de barco pelos canais, além de passar pelas principais atrações turísticas cidade. Utilizamos ainda o tram, o metro, a bicicleta e, claro está, as “perninhas”.

 

CARTÕES COM DESCONTOS

Museumkaart

Holland Pass

I Amsterdam City Card

Rembrandtkaart

ICOM

 

O QUE COMER E ONDE COMER

Desde restaurantes com estrelas Michelin a barracas de rua, existe uma enorme variedade de experiências gastronómicas em Amesterdão.

 

A culinária holandesa tradicional é saudável, as especialidades são:

Erwtensoep (sopa de ervilhas)

kip (frango)

Biefstuk (bife)

Arenque cru (peixe)

Rijsttafel indonésio, arroz coberto com carnes temperadas, vegetais e peixe.

Panquecas, recheadas com todos os sabores imagináveis, desde bacon a mirtilos são outras das especialidades da cidade.

Vlaamse Friets, as batatas fritas mega gordurosas vendidas em praticamente qualquer canto da cidade.

Croquete, uma massa empanada e frita, recheada de algo (carne, em geral, mas pode ser de outras coisas também. O de camarão é popular, e até há a versão vegetariana).O famoso croquete de Amesterdão é comprado em máquinas, custa cerca 1,50 €, está sempre quentinho e é delicioso para um lanche simples.

Queijos Holandeses, provem o maior número de queijos possível, e para isso, visitem a loja Dutch Delicacy, em Spui.

Stroopwaffles, pequenos discos de waffle recheados com caramelo, biscoito de origem holandesa, formado por duas finas partes de massa, unidas por uma espessa calda, em formato de disco.

Tarte de maçã com chantilly (a Tarte de maçã holandesa é das melhores do mundo, dizem…), dizem também, que o local que vende a melhor tarte de maçã da cidade, acompanhada de um fantástico Capuccino, é a Winkel 43, localizado no Noordermarkt. Tivemos de ir confirmar para poder corroborar tal afirmação. De facto, é maravilhosa, mas há melhor…

          

http://www.winkel43.nl/

Na nossa opinião a tarte de maçã que servem no mítico Café Hoppe, um dos mais antigos Brown Coffees de Amesterdão (inaugurado em 1670), em Spui, é ainda melhor.

          

https://cafehoppe.com/

A cidade oferece um grande número de restaurantes, as nossas sugestões são:

 

Omelegg Amesterdam

A primeira omeleteria da Holanda, um local onde servem café da manhã, brunch e almoço, numa atmosfera verdadeiramente animada e acolhedora, as deliciosas omeletes são bastante reforçadas, com recheios fantástico e criativos, acompanham com salada e um pedaço de pão, uma experiência muito gostosa. Existem dois espaços na cidade, um em De Pijp, Ferdinand Bolstraat 143 e o outo no centro da cidade em Nieuwebrugsteeg 24.

          

http://omelegg.com/

 

– Pancakes Amesterdam

Para quem é fã de panqueca, como nós, este é o local perfeito para as saborear. As panquecas holandesas são muito finas e planas, recheadas com tudo o que possam imaginar, desde as salgadas até às doces, existe uma variedade incrível de sabores, nós escolhemos a de queijo com bacon e cogumelos.

Existem três espaços em Amesterdão, nós escolhemos o Pancakes Amesterdam Westermarkt, mesmo ao lado da casa de Anne Frank.

https://pancakes.amsterdam/

 

 OUTRAS SUGESTÕES:

Haesje Claes, na Spuistraat, muito perto da praça Spui. É o local ideal para provar a gastronomia local, num ambiente que nos remete para os séculos de prosperidade de Amesterdão.

Van Kerkwijk, neste pequeno espaço, é o empregado que se senta à sua mesa para lhe explicar os pratos que pode escolher e respetivos preços, entre os quais bife com molho de morango e, de sobremesa, uma deliciosa tarte holandesa de maçã.

La Place, serve refeições quentes e frias bem apetitosas, confecionadas na hora.

Southaven, situado no Muziekgebouw, utiliza apenas produtos orgânicos e todos os pratos em versões sem glúten. 

Pannenkoekenhuis Upstairs, um espaço pitoresco e acolhedor para apreciar a original panqueca holandesa.

Café Loetje original é um eetcafé tradicional que dizem servir o melhor bife de Amesterdão.

Zwantje, comida típica holandesa.

Kapitein Zeppos, situado numa travessa bem próximo ao famoso bairro da luz vermelha, o restaurante é temático e possui um ambiente muito agradável.

Kantjil & De Tijger, é um do mais populares restaurantes de comida indonésia, com qualidade e preço acessível.

The Butcher Socail Club, é uma hamburgaria, bar, lounge e espaço para pequenos almoços antes de ir dormir. Localizado na torre A´DAM.

Auberge Jean & Marie, situado no bairro De Pijp, este restaurante distingue-se pela alta cozinh e padrões elevados de qualidade.

Zaagmolen, localizado também no bairro De Pijp, tem menus e tábuas de queijos fantásticos

Bridges, funciona no restaurante de cinco estrelas Sofitel Legend, possui alta cozinha a preços igualmente altos com uma estrela Michelin.

Foodhallen, localizado em Bellamyplein, este glorioso salão internacional de comida tem uma enorme variedade de comida numa espaçosa área de refeições. No total são 20 diferentes tipos de especialidades desde grelhados, pães, queijos, doces, saladas e muito mais. Não tive oportunidade de conhecer, e como as iguarias são muitas, deixo-vos as sugestões de uma brasileira a morar em Amesterdão:

– Os rolinhos vietnamitas do Viêt View.

– A sanduíche indiano com pedacinhos de cordeiro do Shirkan – pão fresco e quentinho com carne assada em um tandoor, bem temperado e não muito picante.

. O hambúrguer do The Butcher: Carne de alta qualidade, bem saborosa e muito bem feita. A batata frita também é muito saborosa.

– A sanduíche de carne de porco do The Rough Kitchen: sabe aquela carne cozida lentamente, bem temperada.

– Bitterballen do De Ballenbar: bitterbal é parecido com um croquete de carne, uma bolinha frita com casquinha crocante e recheio macio, típico da cidade.

Albert Cuyp Market, trata-se do maior e mais variado mercado de Amesterdão, que todos os dias (exceto ao domingo) anima o bairro De Pijp, desde 1905. As 260 bancas vendem de tudo: flores, fruta, legumes, queijo, carne e peixe frescos. Podem ainda lá tomar o pequeno-almoço ou almoçar, renovar o roupeiro e redecorar a casa. É um bom sítio para provar as sandes de arenque, típicas de Amesterdão.

 

ONDE FAZER COMPRAS

Amesterdão era conhecido como “armazém do mundo” no século XVII e ainda hoje é um lugar muito bom para fazer boas compras. Desde as lojas globais, às marcas holandesas, até às lojas artesanais, a cidade oferece uma grande diversidade de possibilidades. Por exemplo a Frozen Fountain é especializada em design e mobiliário holandeses, enquanto Fred de la Bretoniere é o local ideal pala malas e sapatos elegantes a preços razoáveis.

 

PASSEIO NOTURNO

Deixo-vos uma sugestão extra, absolutamente imperdível, um cruzeiro noturno de barco pelos canais de Amesterdão. Durante a noite, este encantador passeio torna-se ainda mais romântico e fascinante por causa da iluminação das casas e pontes da cidade.

 

COFFEESHOPS FAMOSAS

– Barney’s Coffeeshop

Haarlemmerstraat 102

Área de Westerpark

Diariamente 7h às 10h

 

– Dampkring

Handboogstraat 29

Área do Canal Belt

Diariamente das 10h às 13h

 

– Green House Centrum

Oudezijds Voorburgwal 191

Centro antigo

Diariamente das 9h às 13h

 

– Amnésia

 Herengracht 133

 Área do Canal Belt

 Diariamente das 10h às 13h

 

– Área cinza

Oude Leliestraat 2

Área do Canal Belt

Diariamente 12h às 20h

 

Baba

 Warmoesstraat 64

 Área do centro antigo

 Seg-Thu: 8:30 – 13h | Sex-Dom: das 8h às 13h

 

– Palácio de fumaça

 Linnaeusstraat 83HS

 Área do plantage

 Diariamente das 9h às 13h

 

Kadinsky

 Rosmarijnsteeg 9

 Área do centro antigo

 Diariamente das 10h às 13h

 

O buldogue

Provavelmente, o mais famoso café em Amesterdão, no qual recaiu a nossa escolha. O coffeeshop dispõe de um cardápio impresso com uma variedade de produtos feitos a base de Canabis, que variam de leves até um nível mais forte, aconselhado para pessoas que já estão acostumadas com seu uso. Os produtos devem ser consumidos dentro do coffeeshop e não devem em hipótese alguma ser levados para fora da cidade, sob pena de tráfico internacional de drogas. Existem três espaços espalhados pela cidade, nós fomos ao da Red Light District.

Share this post

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Sobre

Olá, o meu nome é Carla Ferreira. Vivo em Viseu com a minha família, o marido Leonel e as filhas Sofia e Francisca.

Somos apaixonados pelo mundo, pela Natureza, pelas pessoas, culturas e tradições. Somos inquietos, sempre com uma vontade enorme de explorar mais e mais, de estar constantemente à procura. Privilegiamos muito o conhecimento, a valorização, a preservação e a sustentabilidade do planeta Terra. 

Explorar o mundo e partilhá-lo com as pessoas são das coisas que mais gostamos de fazer.

Artigos Recentes

Like Me on Facebook

Follow me on Instagram