Carla & Leonel

Carla & Leonel

Casa de Lavoura e Oficina do Linho – Viseu

Casa de Lavoura e Oficina do Linho – Viseu

#Continuandoàprocura de museus, a Casa da Lavoura e Oficina do Linho é um museu etnográfico que está instalado no espaço original de uma casa de lavrador de posses abastadas na localidade de Várzea de Calde a cerca de 20km de Viseu.
O principal objetivo da Casa da Lavoura é a salvaguarda e preservação do linho e da lavoura tradicional, cuja missão é dar a conhecer as tradições e rituais existentes nesta área.

A Casa de Lavoura e Oficina do Linho, também conhecido por Museu de Várzea de Calde, resulta da requalificação de uma antiga Casa de Lavoura, cuja requalificação não decorreu de forma isolada, mas sim a par de um outro projeto designado “Contrato de Aldeia”. Esta iniciativa, mais global, enriqueceu o contexto em hoje se insere o museu, ao incluir a recuperação e valorização de um conjunto de elementos que constituem a identidade da aldeia de Várzea. Espigueiros, canastros e palheiras, um adro com capela, um fontanário e um conjunto de casario com caraterísticas representativas da cultura e dinâmica da aldeia são exemplos dos objetos de intervenção.

A Casa de Lavoura e Oficina do Linho visa, assim, dar a conhecer a sua natureza etnográfica, sobretudo pela ligação à cultura do linho e às atividades da lavoura.

Neste espaço estão recriadas as vivências do quotidiano agrícola da região em áreas como:

O pátio de serventia – local de transição par os vários edifícios

O curral do porco – o porco é um dos animais mais presentes nos ambientes domésticos rurais que habitava nos currais nos baixos das casas num espaço com uma pia de pedra e cama de palha. A matança do porco era tradicionalmente um ato festivo que juntava toda a família. A carne era conservada na salgadeira e as peças de fumeiro secas na lareira.

O lagar, a adega e a tulha – aqui o agricultor guardava as arcas cheias de milho, as taleigas com feijão e grão, a salgadeira com a carne de porco e a pia do azeite. Podem-se observar ainda o lagar de vara tradicional medieval, os pipos e os utensílios relacionados com as vindimas e a apanha da azeitona.

A cozinha tradicional – é o mais importante espaço da casa rural, o mobiliário é constituído por um armário de madeira (cantareira), uma mesa com banco comprido e banquinhos para apreciar a lareira. Neste espaço pode-se observar a louça de serviço e as panelas de ferro.

O forno Caseiro – local dedicado à confeção do pão, alimento de referência em qualquer refeição.

O lugar do tear – o ciclo do linho era um complemento da atividade agrícola que ocupava cem dias entre a sementeira e o arranque. Neste espaço pode-se observar as várias tarefas desde a curtimenta até ao tecer onde o tear merece lugar de destaque bem como as peças de linho produzidas.

Na casa da lavoura pode-se ainda contemplar as várias alfaias agrícolas, o canastro e outros ligados ao mundo rural e à tecelagem do linho.
O espaço compreende ainda uma sala para dinamização de ateliers mediante marcação prévia, uma cafetaria com esplanada e uma loja, na qual se pode adquirir produtos biológicos regionais e diferentes peças em linho.

 

 

Mais Informações:

Calçada do Eirô, Nº18 Várzea
Calde – Viseu
Telef. 232 911 004
museu.varzea@cmviseu.pt

 

Horário de funcionamento

Terça: 14h00 – 18h00
Quarta a Domingo: 10h00 – 13h00 | 14h00 – 18h00

 

Encerrado

Segunda-feira o dia inteiro e terça-feira de manhã.
Encerra também nos feriados de Ano Novo, Domingo de Páscoa, 1 de Maio e Natal.

Share this post

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Sobre

Olá, somos a Carla, o Leonel, a Sofia, a Francisca, e adorámos partir à descoberta do mundo juntos!

Aqui, partilhámos os vários destinos que já visitamos, os hotéis onde ficamos hospedados e os restaurantes que experimentámos. Queremos inspirar quem nos visita, a viajar e a experimentar, pois consideramos que a vida é uma soma de experiências e uma constante procura. Nesta procura, buscamos locais, espaços, gastronomia, cultura, pessoas e, acima de tudo, a felicidade que é poder conhecer, valorizar e preservar o mundo maravilhoso que temos.

Artigos Recentes

Like Us on Facebook

Follow me on Instagram