Carla & Leonel

Carla & Leonel

Locais Imperdíveis em Roma

Arco de Constantino

O Arco de Constantino é um dos mais importantes arcos de Roma e foi construído em 315 d.C. para comemorar a vitória de Constantino contra Massêncio na Batalha da Ponte Mílvia.

 

Mercado de Traiano

Complexo com 150 lojas e gabinetes administrativos, um espaço para comprar produtos como seda, especiarias, frutas, peixes, etc. O Mercado abriga o Museu dei Fori Imperiali, que conta a história da construção dos fóruns imperiais através de maquetes.

 

Porta Maior

A Porta Maior (em italiano Porta Maggiore), conhecida também como Porta Prenestina (em latim Porta Praenestina), é um dos portões da antiga Muralha Aureliana mais bem preservados de Roma. Através dele seguiam duas antigas estradas romanas, a Via Prenestina e a Via Labicana. A primeira era a estrada romana para o oriente, em direção a Preneste (moderna Palestrina), e a segunda, atualmente conhecida como Via Casilina, segue para o sudeste da cidade.

 

Praça de Campidoglio e Museu Capitoloni

A Praça de Campidoglio foi projetada por Michelangelo, assim como a renovação das fachadas dos palácios em redor (Palácio dei Conservatori e Palácio Senatorio). No Museu Capitolini existe uma coleção de estátuas clássicas e esculturas de bronze.

 

Teatro Marcellus

O Teatro Marcelus parece uma cópia em miniatura do Coliseu. A sua construção começou com Júlio César, mas foi Augusto que o terminou em 17 d.C., dando o nome do seu sobrinho.

 

Circo Massimo

O Circo Massimo foi o maior estádio da Roma Antiga. Está localizado entre os montes Palatino e Aventino e foi construído no século IV a.C. para competições desportivas, lutas e corridas de bigas.

 

Trastevere

É um dos bairros mais cool de Roma, especialmente, à noite por causa dos muitos cafés, bares, restaurantes e artistas de rua.

Bairro de características romanas, com lindas casas e prédios cor de barro e floreiras nas janelas. A Via della Lungaretta é a rua de entrada no Trastevere.

A Basílica de Santa Maria de Trastevere foi o primeiro local oficial de cultos do cristianismo construído em Roma. Além disso é a mais antiga das igrejas dedicadas a Nossa Senhora em Roma, de 1143. No interior existem mosaicos do século XII, sendo o mais conhecido o de Pedro Cavallini, que representa a morte da Virgem Maria.

 

Igreja de São Pedro in Montorio

San Pietro in Montorio ou Igreja de São Pedro em Montorio é uma igreja famosa por abrigar no seu jardim o Tempietto (prédio redondo), um martírio (túmulo de um mártir) construído por Donato Bramante. A igreja foi erguida no local onde estava uma igreja do século IX, dedicada a São Pedro, no monte Janículo. Dizem que foi aqui que Pedro foi crucificado. 

 

Praça de São Pedro e Vaticano

Todas as quartas-feiras às 10h30 na Praça de São Pedro, acontece a Udienza Generale.

O Papa passa de Papa-móvel entre os fiéis na praça, acenando. Depois ele profere algumas palavras traduzidas para vários idiomas e dá a benção aos presentes e objetos trazidos pelos fiéis.

A construção da praça aconteceu entre 1656 e 1667, por Bernini com o apoio do Papa Alexandre XII. Na Praça de São Pedro estão 284 colunas e 88 pilastras que circulam o local num pórtico de quatro filas. No alto das colunas vê-se as 140 estátuas de santos feitas pelos discípulos de Bernini em 1670.

 

Basílica de São Pedro

A Basílica de São Pedro foi construída entre os anos de 1506 e 1626 com ajuda de Michelangelo e Bernini no local onde foi sepultado São Pedro, um dos 12 apóstolos e primeiro Papa da Igreja Católica. 

A Basílica de São Pedro é uma das quatro basílicas patriarcais de Roma, e é tida como o edifício religioso do catolicismo mais importante do mundo. Devido às suas dimensões e à sua localização privilegiada no Vaticano, a maioria das cerimónias papais são lá realizadas.

A Basílica de São Pedro integra ainda a lista de Património Mundial da UNESCO em Itália e é seguramente uma das atrações de maior destaque em Roma.

Apesar da Basílica de São Pedro ter entrada gratuita, o acesso não é garantido (depende do controlo de visitantes feito pelas autoridades).

Subir a Cúpula da Basílica é algo imperdível. O horário de entrada é das 8h às 17h, mas só se pode subir até às 16h. O ingresso custa 8€ e o valor é pago na hora. 

 

Ponte Umberto I

A Ponte Umberto I foi projetada pelo arquiteto Angelo Vescovali e construída entre 1885 e 1895. Foi dedicada a Umberto I, rei da Itália, que a inaugurou com sua consorte, Margarida de Saboia. Ela liga o Palácio de Giustizia à região da Praça Navona.

 

Basílica Santa Maria Magiore

A Basílica de Santa Maria Maggiore é uma antiga basílica católica considerada a maior das igrejas dedicadas à Virgem Maria em Roma, sendo uma das quatro maiores basílicas da cidade. 

  

Praça de Montecitorio

Praça do Monte Citorio ou Praça Montecitorio é uma homenagem ao Monte Citorio, uma das menores colinas de Roma. É conhecida principalmente por incluir o Palácio Montecitorio que é sede da Câmara dos Deputados da Itália. Este palácio foi um imponente edifício encomendado pelo Papa Inocêncio X como residência da família Ludovisi.

 

Praça da Repubblica

Construída durante o desenvolvimento urbanístico realizado depois que Roma se tornou capital, a Praça da Repubblica (Piazza della Repubblica) é uma das principais praças da cidade e uma das mais bonitas. 

A Praça da Repubblica é formada por uma grande rotunda com uma bela fonte, rodeada por imponentes edifícios de um lado e um templo com aparência derruída do outro.

Também é conhecida como a Praça de Êxedra, já que está localizada no local onde se construiu uma êxedra (construção descoberta de planta semicircular com assentos) nos tempos de Diocleciano. 

 

Praça Colonna e Coluna de Marco Aurélio

A Praça Colonna é uma praça no coração histórico de Roma. O seu nome é uma referência à Coluna de Marco Aurélio, que está no local desde 193. A estátua de bronze de São Paulo no topo da coluna foi colocada em 1589 a mando do papa Sisto V.

 

Museus do Vaticano e Capela Sistina

O gigante museu conta com um espólio de mais de 400 quadros de grandes artistas como Raffaello, Leonardo da Vinci, e Caravaggio.

Museus do Vaticano é a denominação comum de um conjunto de pequenos espaços museológicos que albergam as valiosas coleções de arte e de antiguidades colecionadas pelos diversos pontífices romanos ao longo dos séculos. Apesar de criados em épocas diferentes e de serem de facto museus autónomos, para o visitante, é como se fosse um único museu com várias secções ou galerias interligadas. A maioria das coleções estão abrigadas no Palácio dos Museus Vaticanos e na Pinacoteca Vaticana.

Quanto à Capela Sistina, porventura a mais emblemática das atrações de Roma (e da Cidade-Estado do Vaticano), é uma capela famosa pela sua arquitetura, inspirada no Templo de Salomão do Antigo Testamento, e pelos frescos pintados por artistas de renome mundial como Michelangelo ou Sandro Botticelli. Fica no chamado Palácio Apostólico, a residência oficial do Papa no Vaticano.

Para visitar os Museus do Vaticano e a Capela Sistina, o ingresso custa 28€, e permite aceder aos museus por uma “entrada rápida” para visitantes com ingresso antecipado.

 

Praça de Popolo

Na Praça de Popolo estão as igrejas gémeas de Santa Maria Montesanto e Santa Maria dei Miracoli. Na Basílica Santa Maria del Popolo existem obras de Caravaggio, entre as quais está a Crocifissione di San Pietro de 1600. Na praça também está o Obelisco Flaminio de 24 metros de altura que antes pertencia ao Circo Maximo desde o ano 10 a.C. e que foi transladado à praça em 1589, o mais antigo e o segundo maior de Roma, perdendo apenas para o obelisco da Praça de São Pedro. 

Em cada extremo da praça estão duas fontes de Valadier. A praça constitui um símbolo cultural de Roma, local onde acontecem eventos culturais, pois como o nome diz, a praça é do povo (popolo). 

Subindo as escadarias a leste da praça, encontram-se os Jardins de Pincio, local para admirar a vista sobre a cidade de Roma.

 

Villa Borghese e Galeria Borghese

A Galeria Borghese era um palácio onde viveram muitos herdeiros de uma das mais poderosas famílias italianas de sempre. É uma combinação de artes (pinturas e esculturas) de grandes nomes italianos. O ingresso custa 15€ por 2h.

O parque Villa Borghese é um dos parques mais bonitos de Roma. 

 

Via Condotti ou Via Delle Carroze

É a rua chique de Roma, onde estão as lojas da alta moda como Gucci, Valentino, Armani e tantas outras conhecidas.

 

Praça de Espanha

A famosa escadaria na Praça de Espanha foi construída em 1720 e é um local muito popular para quem gosta de estar sentado nas escadas a beber uma bebida e a conviver, ou simplesmente a observar a vida citadina. É também conhecida pelos grandes desfiles de moda.

 

Praça Della Trinitá

Essa é a praça que fica no topo da escadaria do Praça de Espanha. Em frente à igreja de 1585, na Piazza della Trinita dei Monti, está o Obelisco Salustiano colocado em 1789. É o obelisco romano que imita um egípcio, originalmente construído nos primeiros anos do Império Romano para os Jardins de Salústio, perto da Porta Salária.

 

Praça Berberini

O nome atual da Praça Barberini foi atribuído em 1625 por causa do Palácio Barberini, o grande palácio barroco construído numa posição elevada no lado sul da praça para a família Barberini. No centro da praça está a Fontana del Tritone, esculpida por Bernini em 1642.

 

Igreja de São Carlino Alle Quattro Fontane

A atração não é a igreja em si, mas as quatro fontes, uma em cada esquina do cruzamento. San Carlo alle Quattro Fontane é considerada uma obra prima barroca.

 

Fontana Dell´Acqua Felice

A Fontana dell’Acqua Felice é uma fonte localizada no rione Castro Pretorio de Roma. Foi construída para marcar o fim do aqueduto romano Acqua Felice, restaurado pelo papa Sisto V. A fonte foi projetada por Domenico Fontana e construída entre 1585 e 1588.

 

Fontana de Trevi

Uma das mais famosas fontes do mundo, e também uma das mais belas. A melhor altura para visitar a fonte (se é que há) é a hora de almoço quando a maioria das pessoas estão nos restaurantes. Para quem acredita em superstições, há que atirar duas moedas de costas (uma para o amor, outra para voltar a Roma), por cima do ombro esquerdo.

 

Basílica Santa Maria degli Anglei e dei Martiri

A basílica fica na Praça da Repubblica e é dedicada aos mártires cristãos, conhecidos e desconhecidos, construída a pedido do papa Pio IV em 1561.

 

Panteão

O Panteão é um dos edifícios mais antigos de Roma e também um dos mais bem conservados com mais de 2000 anos de História.

A sua construção data dos tempos de Adriano, no ano 126 d.C. No século VII foi doado ao Papa Bonifácio IV, que o transformou numa igreja e essa é uma das razões pelas quais o panteão se mantém tão bem conservado.

No interior estão diversas obras de arte, além das sepulturas de vários reis de Itália. Também aqui está a sepultura de Rafael, o famoso pintor e arquiteto renascentista italiano.

Para além da relevância histórica, é a arquitetura da sua enorme cúpula que mais impressiona.

 

Praça Navona

Construída no ano de 85d.c, a praça era inicialmente um “estádio romano” para mais de 20.000 espectadores, ao longo da história sofreu alterações e deu origem a uma das praças mais bonitas da cidade.

 A sua atração atual são as três lindas fontes que estão no centro. São elas:

  • A Fontana dei Quattro Fiumi (Fonte dos Quatro Rios), construída por Bernini em 1651, representando os quatro rios mais importantes da época: o Nilo, o Danúbio, o Ganges e o Rio da Prata.
  • A Fontana del Moro, criada por Giacomo della Porta e finalizada por Bernini. Antigamente conhecida por Fonte do Caracol.
  • A Fontana del Nettuno, também criada por Giacomo della Porta e finalizada em 1873 por Zappalà e Della Bitta.

 

Campo de Fiori

Uma excelente praça para jantar ou beber um bom vinho ao final da tarde. Bastante movimentada, com artistas de rua a tocarem ao vivo. Todos os dias, exceto aos domingos, é local de um dos maiores mercados de Roma. A praça foi no passado palco da inquisição. No meio há uma estátua, erguida em homenagem ao filósofo Giordano Bruno, queimado vivo naquele local em 17 de fevereiro de 1600, por ter afirmado, assim como Galileu Galilei, que a Terra girava em torno do Sol e não o contrário.

 

Coliseu de Roma

É um dos edifícios mais emblemáticos do mundo, erguido há mais de 2000 anos, que sofreu bastantes alterações ao longo da história e parte dele hoje são ruínas. Foi o maior anfiteatro construído durante o império Romano.

 

Monte Palatino 

O bilhete do coliseu dá também entrada para a cidade romana que se situa mesmo ao lado. Na maioria são ruínas do grande império, mas ainda é possível ver bastantes edifícios.

 

Praça Venezia

Uma das praças mais imponentes da cidade. É possível subir ao monumento Vittorio Emanuele II (paga-se 6€) e ter vistas soberbas da cidade. Atrás do monumento existe uma escadaria que dá acesso à Basilica di Santa Maria in Aracoeli, lindíssima, com dezenas de castiçais gigantes.

Nesta praça, encontra-se também o Palácio Veneza, o primeiro edifício construído em estilo renascentista em Roma, e já serviu de palácio papal entre os anos de 1564 e 1797. Aqui era onde Mussolini fazia seus discursos a partir de uma das suas varandas. Hoje funciona como Museu com um lindo acervo de cerâmicas, tapeçarias e estátuas do começo da era Cristã até ao Renascimento.

 

Boca da Verdade

A Boca da Verdade é uma máscara grotesca localizada na Igreja de Santa Maria in Cosmedin. Diz-se que a pedra era uma tampa de esgoto decorativa, e que a partir da idade média foi colocada na igreja como um detetor de mentiras. Colocava-se a mão na boca e fazia-se perguntas, se a pessoa estivesse a mentir, a boca devoraria a mão. Este monumento ficou mundialmente conhecido com o filme “Férias Romanas” com Audrey Hepburn.

 

Castelo Sant’Angelo

Conhecido como Mausoléu de Adriano, o Castelo Sant’Angelo é uma fortaleza situada na margem direita do rio Tibre, próximo à Cidade do Vaticano, e serviu como prisão e porto seguro para muitos papas.

 

Para Comer

 Restaurante La Canonica

La Canonica é a escolha acertada para uma refeição típica italiana em Trastevere.

 

Gelataria Amorino 

Perante um cenário composto por imensas gelatarias, a Amorim é a opção que se destaca.

 

Para Ficar

 Eurostars Roma Aeterna

O Eurostars Roma Aeterna é um elegante hotel de quatro estrelas localizado no centro de Roma. O hotel está localizado no histórico e emblemático edifício da Sociedade Farmacêutica Serono e foi completamente remodelado para oferecer as melhores instalações e serviços. Como resultado desta remodelação, o edifício combina a arquitetura industrial do início do século XX com as tendências mais modernas. No exterior, o hotel surpreende com uma gigantesca vela de vidro que dá as boas-vindas os hóspedes, combinada com um estilo clássico e retilíneo que contrasta com um interior repleto de curvas e formas.

O Eurostars Roma Aeterna torna-se no hotel ideal para as viagens em família graças aos seus quartos espaçosos e confortáveis. Além disso, também possui um excelente pequeno-almoço.

Share this post

Sobre

Olá, somos a Carla, o Leonel, a Sofia, a Francisca, e adorámos partir à descoberta do mundo juntos!

Aqui, partilhámos os vários destinos que já visitamos, os hotéis onde ficamos hospedados e os restaurantes que experimentámos. Queremos inspirar quem nos visita, a viajar e a experimentar, pois consideramos que a vida é uma soma de experiências e uma constante procura. Nesta procura, buscamos locais, espaços, gastronomia, cultura, pessoas e, acima de tudo, a felicidade que é poder conhecer, valorizar e preservar o mundo maravilhoso que temos.

Artigos Recentes

Like Us on Facebook

Follow us on Instagram