Picture of Carla & Leonel

Carla & Leonel

Locais Imperdíveis na Alemanha

A Alemanha é um país que sempre despertou a imaginação dos viajantes. Numa grande diversidade de paisagens e cidades, possui imenso locais imperdíveis.

É claro que, quando pensámos em lugares para conhecer na Alemanha, destinos como Berlim, Munique ou Hamburgo são os primeiros a surgir-nos na cabeça. Mas, como sempre, gostámos de ir para além do óbvio e fomos descobrir algumas das maravilhas que o país tem para oferecer.

As cidades alemãs são organizadas e bem preservadas, mas também são coloridas e cheias de vida. Algumas delas parecem resistir ao passar dos séculos e, ainda hoje, alguns cenários fazem-nos recordar a Idade Média.

Depois, há os alguns castelos, os burgos e as florestas encantadas. São muitas as atrações turísticas e os pontos de interesse na Alemanha e a sua lista de locais considerados como Património da Humanidade é extensa.

 

Floresta Negra

Floresta Negra - Alemanha

Terra do relógio de cuco e inspiração para lendas e contos de fadas dos irmãos Grimm, a Floresta Negra é uma região montanhosa, que se estende por cerca de 200Km, conhecida pelas suas florestas boreais densas e perenes, pelos vilarejos pitorescos e cascatas soberbas, nomeadamente, a que se localiza em Triberg.

O nome Floresta Negra não foi escolhido à toa. Ela é assim designada porque recebe pouca luz por causa da sua vegetação fechada. Num périplo por alguns dos mais conhecidos vilarejos, parámos por alguns instantes para nos deliciarmos com a iguaria que dá pelo nome, precisamente, de Floresta Negra. Um bolo de várias camadas de chocolate humedecido com Kirchwasser, uma aguardente à base de cereja, típica da região, com creme de natas e cerejas cozidas entre cada camada, e decorado com chantilly, cerejas e raspas de chocolate.

 

Estrada Romântica

Estrada Romântica - Alemanha

Como bons românticos que somos, não podíamos passar ao lado da Estrada Romântica no sul da Alemanha, uma estrada entre Wurzburg e Fussen. São 400Km de natureza, cultura e hospitalidade, atravessando o encantador Vale Tauber, o ponto geológico de Nordlinger Ries, o pitoresco Lechfeld e a idílica região de Pfaffenwinkel na Alta Baviera, que abriga a igreja de Peregrinação Wieskirche, terminando, em grande estilo, nos castelos de contos de fadas do rei Ludwing, junto aos Alpes. Ao longo da rota, da qual apenas fizemos a parte final, desde landsberg Am Lech até Fussen, para além das majestosas paisagens verdes, fomos inundados por uma atmosfera verdadeiramente romântica que nos preencheu o coração.

A Baviera foi uma experiência sensitiva que nos preencheu a alma e nos encantou, um convite a desligarmo-nos da nossa realidade, e a descobrirmos a simplicidade do campo e cultura própria. Foram paisagens deslumbrantes, um verde que nunca mais acaba, culinária deliciosa, cervejarias, salsichas e aquela arquitetura típica. Depois há os lagos, as montanhas místicas, os exuberantes vales verdejantes salpicados de florestas, ruínas, castelos, e muito mais.

 

Schwangau

Schwangau - Alemanha

Halblech fica próximo de Schwangau, cidade que faz parte das cadeias montanhosas europeias. O centro é o ponto de paragem obrigatório para comprar as lembranças da Estrada Romântica na Alemanha.

As duas principais atrações turísticas de Schwangau são os dois castelos já mencionados, o Hohenschwangau e Neuschwanstein.

O Schloss Hohenschwangau (Castelo Hohenschwangau) foi construído entre 1833 a 1837, a mando do príncipe herdeiro Maximilian. O interior ainda é preservado desde o século XIX até hoje. Cada quarto dos apartamentos reais está equipado com murais desenhados por Moritz von Schwind e Ludwig Lindenschmidt.

O rei Max II e sua família usavam o castelo durante o verão e como residência de caça, onde o jovem rei Ludwig II passou grande parte de sua infância e juventude.

Castelo de Neuschwanstein - Alemanha

O Schloss Neuschwanstein (Castelo de Neuschwanstein) foi concluído em 1892 logo após a morte do rei Ludwig II e desde então é uma das atrações turísticas mais populares da Alemanha.

A Sua construção aconteceu no mesmo lugar de dois castelos medievais chamados Hohenschwangau e Hinterhohenschwangau, em que o então jovem herdeiro Ludwig II passeava durante a infância. Dos cerca de 200 quartos, apenas 20 foram concluídos antes da misteriosa morte do rei. A maioria dessas áreas são mostradas nos passeios do castelo.

O ambicioso projeto de Luís II da Baviera começou a ganhar forma em 1869, cujo aspeto medieval incorpora diversas modernidades que não eram comuns para a época, como a calefação central de ar quente, luz elétrica, água corrente quente e fria, esgotos e até uma linha telefónica.

Construído como um mundo imaginário e poético no qual o rei se refugiava, o castelo conta com pinturas inspiradas nas óperas de Richard Wagner, personalidade que o rei muito admirava.

A linda construção que serviu de inspiração para Walt Disney e outros artistas. A caminhada colina acima proporciona vistas soberbas, ver o castelo de perto é emocionante, visitar o seu interior completa a experiência e a magia do local.

 

Füssen

Füssen - Alemanha

Füssen tem um centro histórico pequeno e charmoso, como a maioria das cidades da Baviera. São ruas e ruelas de pedras com casinhas, lojas e restaurantes que parecem ter saído de algum conto de fadas.

O destaque vai para o castelo Hohes Schloss no centro histórico de Füssen, numa colina junto ao Rio Lech, que começou a ser construído em 1291 pelo Duque Ludwig. Atualmente, o castelo alberga uma galeria de arte da Bayerische Staatsgemäldesammlungen e da Städtische Galerie, com os seus deslumbrantes miradouros que oferecem uma vista maravilhosa sobre Füssen.

 

Mittenwald

Mittenwald - Alemanha

Mittenwald é um diamante pouco conhecido, com uma grande tradição no fabrico de violinos. Há um museu na cidade chamado Geigenbaummuseum, fundado em 1930, que mostra e conta a tradição dos violinos na localidade.

Mittenwald é uma daquelas cidadezinhas apaixonantes na região da Baviera, junto aos Alpes. A enorme parede rochosa que cerca a cidade, com o colorido das pinturas nas fachadas das suas construções dão forma ao cartão postal da cidade.

O centro histórico, que é praticamente uma rua, chamada Obermarkt, conta com diversos restaurantes, esplanadas, cafés, e comércio de rua.

Um destaque na cidade é a igreja de São Pedro e São Paulo, do ano de 1746, que merece uma visita. Os frescos do teto e o seu altar barroco são maravilhosos. 

Para quem deseja apreciar a natureza, a região é ótima para passeios ao ar livre pelas montanhas e durante o inverno, há locais para a prática de esqui.

Mittenwald fica em uma região lindíssima, próxima à fronteira com a Áustria.

 

Garmisch-Partenkirche

Garmisch-Partenkirche - Alemanha

É no seio do maravilhoso cenário da Baviera que se localiza um dos vilarejos mais emblemáticos da Baviera. Falamos de Garmisch-Partenkirche, situado aos pés do pico mais alto da Alemanha, o Zugspitze. Aqui a Natureza caprichou e o charme tradicional da região fazem deste lugar, um destino incrível tanto de verão como de inverno.

Garmisch Partenkirchen chamou a atenção do mundo pela primeira vez quando sediou os Jogos Olímpicos de Inverno de 1936. As duas cidades uniram-se em 1935 para realizar o evento.

Hoje, o estádio olímpico de salto de esqui, o Olympiaschanze, ainda está em pleno funcionamento, recebendo diversos eventos. Foi reconstruído em 2007 e tornou-se uma das arenas de salto de esqui mais importantes do campeonato do Mundo.

No centro da cidade há um jardim que merece uma visita, sobretudo, para os apreciadores do filme Never Ending Story, numa homenagem a Michael Ende Kurrpark para celebrar o seu trabalho. O parque é dedicado aos seus escritos, à tartaruga de Neverending Story, possui um anfiteatro de Momo, e uma tília plantada pelo próprio Michael Ende!    

O Michale Ende Kurpark é um retiro tranquilo para uma caminhada por um labirinto, meditando tranquilamente ou observando os peixes dourados gigantes que nadam no lago de nenúfares.

Outro famoso residente de Garmisch foi o compositor Richard Strauss. Garmisch-Partenkirchen tem alguns lugares dedicados à sua memória. Ele viveu em Garmisch de 1908 até sua morte. Existem dois edifícios dedicados a Strauss, o Richard Strauss Institute e a Strauss Villa.

Garmisch-Partenkirchen é uma cidade muito fotogénica, muito por culpa das suas lindas casinhas ornamentadas. Um passeio pelo centro histórico da cidade é imperdível. Casas e restaurantes são adornados com murais religiosos, pinturas de contos de fadas ou frescos que retratam a profissão da casa.

E por falar em cenários deslumbrantes, o Desfiladeiro de Partnach, é um deles. Trata-se de um desfiladeiro profundo, cortado por um riacho no vale Reintal, com 702 metros de comprimento e em alguns locais com mais de 80 metros de profundidade. Impressionante!

Desfiladeiro de Partnach - Alemanha

Para quem aprecia a alta montanha, subir de gôndola até Alpspix para apreciar as vistas, que são de tirar o fôlego, sobre duas passagens de aço que se projetam sobre o abismo, é fenomenal. Depois de apreciar as vistas, recomenda-se reservar algum tempo para fazer uma caminhada apreciando os gigantescos cumes.

O Zugspitze é o pico mais alto da Alemanha com 2962 metros de altitude. O acesso a este local pode ser feito através de Gôndola a partir do Lago Eibsee ou através do comboio de cremalheira de Garmisch-Partenkirchen até ao Lago Eibsee, e depois apanhando outro comboio para o planalto da geleira.

O rei Ludwig II encomendou três palácios separados, mas o Palácio Linderhof é o único que ele realmente viu concluído. É o menor dos seus palácios, mas o seu cenário de conto de fadas é um lugar encantador para explorar. O palácio contém esculturas e estátuas, uma fonte que atinge 25 metros de altura apenas por pressão e jardins. Ludwig idolatrava o rei francês Luís XIV e, como Herrenchiemsee, grande parte do Palácio de Linderhof é inspirado em Versalhes.

A aldeia vizinha de Grainau abriga uma das igrejas mais fotografadas da Baviera. A Igreja de Grainau que fica na base de Zugspitze é um dos locais mais fotografados na aldeia porque o cenário envolta faz com que ela se destaque na paisagem, bem como o seu cemitério dramático na frente, enquanto os Alpes se erguem na parte de trás.

O Lago Eibsee é um dos lagos mais icónicos do país localizado a cerca de 1000 metros acima do nível do mar. As montanhas emolduram as suas águas cristalinas em tons de verde e a vegetação típica da Baviera completam o majestoso cenário.

Fazer uma caminhada ao redor do lago é um programa obrigatório. Há um trilho de 6,5 km bem sinalizado e fácil de seguir.

O vilarejo de Gerold que fica próximo de Garmisch Partenkirchen, é o local ideal para contemplar os prados alpinos e sentir a liberdade a correr pelo corpo. É também o local ideal para assistir ao nascer do sol, por volta das 4h30, ou para um banho refrescante no lago que se encontra no meio do prado verdejante.

A Abadia de Ettal é uma abadia beneditina fundada em 1330 por Ludwig IV. Hoje ainda está em funcionamento e alberga cerca de 50 monges nos seus terrenos. O interior da abadia possui um teto de cúpula ornamentado muito interessante.

 

Berlim

Para além dos monumentos, os pontos de interesse na capital, muitos deles estão relacionados com a Segunda Guerra Mundial.

O Muro de Berlim é, sem dúvida, o ex-libris da capital, um marco e um vestígio que, por longos anos, separou o país. Com a sua queda em 1989, a Alemanha voltou a unificar-se. Hoje restam alguns pedaços espalhados um pouco por toda a cidade e a lembrança de um período difícil para a Humanidade.

O Portão de Brandemburgo é a imagem de marca da cidade. A construção possui 26 metros de altura e no seu topo encontra-se uma estátua da deusa grega Irena puxada por quatro cavalos. Está localizado na avenida Unter den Linden, uma dais mais importantes da capital, próximo da entrada no parque Tiergarten.

O Parque Tiergarten é o segundo maior e mais importante parque de Berlim, com uma grande área verde e ciclovias. Tiergarten significa “jardim de animais”. No verão, é comum encontrar alguns nudistas a bronzearem-se no local.

Com 66 metros de altura, a Coluna da Vitória (Siegessäule), é o principal monumento no Tiergarten e um dos principais pontos turísticos de Berlim. Foi construída para celebrar a vitória da Prússia sobre a Dinamarca em 1864, na Guerra dos Ducados do Elba. 

Potsdamer Platz é o centro financeiro de Berlim. Está localizado numa zona destruída pelos bombardeios durante a Segunda Guerra Mundial. Hoje, é um dos lugares mais modernos da cidade. É onde fica o Sony Center, um complexo de entretenimento com lojas, hotéis, museus e cinema, e anualmente, recebe o Berlinale, o Festival de Cinema de Berlim.

O local conhecido como Checkpoint Charlie, é uma das atrações mais concorridas de Berlim. Neste local funcionava a principal passagem entre Berlim Oriental e Berlim Ocidental, divididas pelo muro entre 1961 e 1989, e que se tornou um dos símbolos da Guerra Fria.

O Prédio do Reichstag, sede do parlamento é, hoje, um símbolo do renascimento de Berlim após ter sido incendiado em 1933 e bombardeado nos finais da guerra. A visita é gratuita, no entanto, é necessário fazer reserva com alguma antecedência através do site oficial.

O Memorial do Holocausto ou Memorial aos Judeus Mortos da Europa possui 2711 blocos de pedra a fazer lembrar as sepulturas num cemitério, cujo objetivo é relembrar as vidas humanas perdidas durante a guerra.

A Praça Gendarmenmarkt reúne alguns dos lugares de maior interesse arquitetónico em Berlim. O destaque vai para as duas igrejas praticamente idênticas, embora uma seja em estilo francês (Französischer Dom) e a outra em estilo alemão (Deutscher Dom). Entre elas, está a magnífica sala de concertos de Berlim (Konzerthaus Berlin).

Outro ponto de passagem é a grande praça Alexanderplatz, na qual se conectam os vários transportes públicos. Um local onde existem diversos restaurantes e galerias comerciais, além de ser um dos melhores lugares para observar a Torre de TV de Berlim.

A Torre de TV de Berlim (Berliner Fernsehturm) foi construída em 1969 para ser um símbolo de poder e modernidade da Alemanha Oriental. Tem 368 metros de altura, o miradouro fica a 203 metros de altura e tem um restaurante aos 207 metros.

 

Bastei

Lugar de grande beleza inserido num cenário natural curioso. Trata-se de uma das regiões mais bonitas onde se encontra uma misteriosa formação rochosa, um local situado a mais de 180 metros acima do Rio Elba. Chama-se Bastei e está localizada no Parque Nacional da Suíça Saxônica. O formato das peculiares rochas deve-se aos milhares de anos de erosão. A ponte de arenito construída em 1851, e os vários caminhos entre outras formações rochosas completam a lindíssima e peculiar paisagem.

 

Alpine Coaster

Alpine Coaster - Alemanha

Para quem gosta de um pouco de adrenalina e muita diversão, o Alpine Coaster é uma espécie de carrinho que desliza pela montanha abaixo, suspenso num carril e que proporciona momentos muito divertidos. Fica localizado em Oberammergau, próximo de Ettal.

Share this post

Sobre

Olá, somos a Carla, o Leonel, a Sofia, a Francisca, e adorámos partir à descoberta do mundo juntos!

Aqui, partilhámos os vários destinos que já visitamos, os hotéis onde ficamos hospedados e os restaurantes que experimentámos. Queremos inspirar quem nos visita, a viajar e a experimentar, pois consideramos que a vida é uma soma de experiências e uma constante procura. Nesta procura, buscamos locais, espaços, gastronomia, cultura, pessoas e, acima de tudo, a felicidade que é poder conhecer, valorizar e preservar o mundo maravilhoso que temos.

Artigos Recentes

Like Us on Facebook

Follow us on Instagram