Carla & Leonel

Carla & Leonel

Locais Imperdíveis nas Dolomitas

As Dolomitas, para quem não sabe, são uma cadeia montanhosa dos Alpes orientais no norte da Itália. A área dolomítica (secção alpina denominada Alpes Dolomíticos) estende-se entre as províncias de Belluno, Bolzano, Trento, Údine e Pordenone.

O ponto mais alto das Dolomitas é a Marmolada, com 3343 m de altitude. Outros picos importantes são o Piz de Léch, Monte Schiara, Monte Civetta e o Monte Antelao.

“Dolomitas” provém do famoso mineralogista francês Déodat Gratet de Dolomieu, que foi o primeiro a descrever a rocha dolomita, um tipo de rocha carbonatada responsável pelas formas características e pela cor destas montanhas, que anteriormente ao século XIX eram conhecidas como “Montanhas Pálidas”. Um dos locais mais bonitos que já vimos no mundo. Majestoso!

 

Os Lagos

Lago di Carezza

Um lago verde esmeralda verdadeiramente incrível, envolto numa floresta densa, com as Dolomitas em pano de fundo. Não há palavras que façam justiça à beleza do mesmo. Ao pôr do sol, transforma-se num autêntico espelho, refletindo a paisagem envolvente.

O lago possui um trilho em redor, de cerca 30 minutos, para uma proximidade maior com a incrível cor verde da água.

Estacionamento: 1€/ hora.

 

Lago di Missurina

Lago de fácil acesso, mesmo junto à estrada, muito humanizado com imensos hotéis, restaurantes, lojas e estacionamentos ao longo do mesmo.

 

Lago di Landro

Lago, que apesar de também se situar junto à estrada, está bem preservado.  A natureza está praticamente intacta, as infraestruturas são quase inexistentes. O espanto vai para a cor da água, que é tão intensa que deslumbra.

 

Lago di Dobbiaco

Localizado junto à estrada, mas com parque de estacionamento pago, possui, em seu redor, alguns hotéis, restaurantes e oferece a possibilidade de fazer passeios de barco.

Estacionamento: 5€/ dia.

 

Lago di Braies

O lago di Braies é um dos mais bonitos e emblemáticos lagos das Dolomitas. Fica localizado a cerca de 50 Km de Cortina d´Ampezzo e é de fácil acesso. Apenas é permitido aceder de carro após as 16h. Escusado será dizer que a esta hora o número de visitantes é significativo, o que retira em parte, a beleza do local. Não fosse o excesso de gente e o lugar seria deslumbrante. Ainda assim o é, basta admirar ao longe a pequena igreja, a cabana, os barcos de madeira, o reflexo das montanhas, e o cenário compõe-se. Contudo, é possível visitá-lo ao longo do dia, a pé ou de autocarro público.

O lago possui um trilho em redor com cerca de 3,5Km bem sinalizado e envolto em muitas árvores. Também é possível fazer passeios de barco.

Estacionamento: 8€/ dia (depois das 18h é gratuito).

 

Lago di Sorapis

Este é o lago mais azul das Dolomitas, mas também o de mais difícil acesso. Para lá chegar é necessário caminhar cerca de 10,4 Km (ida e volta).

O trilho que acede ao logo tem início no Bar Ristoranti Son Zuogo, na estrada Pass Tre Croci que liga Cortina d´Ampezzo ao Lago di Missurina, e faz-se por paisagens com um desnível de 200 metros, com muitas árvores, escadas e cascatas. Ao chegar ao local, o Rifugio Vandelli fica para a esquerda e o Lago di Sorapis para a direita, estando localizado a 1925 metros de altitude.

O lago possui um trilho em redor para uma proximidade maior com a incrível cor azulada.

Estacionamento: Gratuito, na beira da estrada.

 

Os Vilarejos/ Cidades

 Canazei

Vilarejo de dimensões consideráveis apinhado de pessoas, muitos hotéis, restaurantes e lojinhas.

 

Corvara in Badia

Um vilarejo encantador, localizado num vale profundo das Dolomitas, mas com uma atmosfera incrível. Possui imensos alojamentos, as típicas casinhas de montanha, vários restaurantes e muitas lojinhas.

 

Ortisei

Esta cidade tornou-se famosa graças às suas esculturas de madeira esculpidas e decoradas com arte, preparadas pelas mãos hábeis de famílias de entalhadores há várias gerações.  Hotéis tradicionais e belos edifícios residenciais, tipicamente alpinos, caracterizam Ortisei. A zona pedonal de que liga a capela de São Ulrich à igreja Antonius e é considerada a rua comercial mais bonita das Dolomitas. 

 

Cortina d´Ampezzo

Esta cidade é uma das maiores da região das Dolomitas e, como tal, costuma ser uma base para muitos visitantes, por ser muito completa no que diz respeito a infraestruturas.

 

As Estradas Panorâmicas

 Sella Pass e a Gardena Pass

Estas são as mais imponentes e panorâmicas estradas das Dolomitas, obrigando claro, a paragens vezes sem conta, a paisagem assim o dita. Ficámos rendidos, que paisagem maravilhosa, de encher a alma!

No ponto mais alto da estrada existe um hotel, Rifugio Frara, onde se pode estacionar o carro para subir ao miradouro que fica mesmo por trás, local de onde partem vários caminhos que proporcionam vistas incríveis. 

 

Os Cumes Montanhosos

Sassolungo

Uma montanha de 1 km de largura e 3081 m de altitude que domina a paisagem do Val Gardena. Acede-se aos 2685 metros de altitude num teleférico de dois lugares, numa subida/ descida vertiginosa e igualmente encantadora. Neste local existe um abrigo, o refúgio Toni Demetz, e uma Madonna de madeira feita pelo escultor Flavio Pancheri na década de 1950.

Ingresso Teleférico (ida e volta): 19€ (adultos) / 13€ (Júnior)

Estacionamento: 3€

Nota: Atenção aos horários dos teleféricos para não se ficar retido nas montanhas.

 

Seceda

Para se aceder a este local mágico é necessário subir de teleférico a partir de Ortisei.

Do cume de Seceda, desfruta-se de uma vista maravilhosa das Dolomitas e de todas as montanhas do Tirol Sul, um local onde se pode admirar picos montanhosos de tirar o fôlego como, Tofane, Sciliar, o Maciço Sella, Sassolungo e a pérola das Dolomitas, a Marmolada, entre outros.

Para além de regalar a vista, oferece várias possibilidades de caminhada pelas suas vertentes acidentadas e, antes de regressar, é imperativo beber um delicioso Capuccino acompanhado de uma vista sublime na alta montanha.

Ingresso Teleférico (ida e volta – Ortisei): 35€ (adultos) / 17, 50€ (Júnior)

Estacionamento (Ortisei): 5€

Nota: Atenção aos horários dos teleféricos para não se ficar retido nas montanhas.

 

Cinque Torri

Na estrada principal (SR48) existe uma estrada em terra batida com um portão e uma placa a indiciar “5 TORRI”. Apesar da estrada parecer muito estreita é perfeitamente possível subir de carro até o refúgio e evitar assim uma caminhada (4,2 kms). Durante o ano a estrada está acessível 24/24h, mas no mês de agosto costuma fechar ao fim do dia.

Recomenda-se fazer a caminhada que dá a volta às cinco torres. O que não se pode mesmo perder é a caminhada até o refúgio Scoiattoli (20-30 minutos a pé desde o Refúgio 5 Torri), pois oferece uma vista de tirar o fôlego.

 

Tre Cime di Lavaredo

Esta é uma experiência para um final de dia, uma caminhada de cerca de 1h (ida e volta) desde o refúgio Auronzo até ao refúgio Lavaredo para admirar, mais de perto, o Tre Cime, o local emblemático das Dolomitas, passando pela capela Degli Alpini. 

A partir das 17h é permitido levar o carro até ao refúgio Auronzo, mediante um pagamento na portagem de acesso. Também se pode ir a pé, para isso basta estacionar o carro junto à portagem e subir até o refúgio Auronzo (1h40 com 600 m de desnível).

Acesso ao Tre Cime (refúgio Auronzo): 30€

 

Outros Locais

 Vale di Funes

Todo o vale é espantoso, no entanto, o destaque vai para a aldeia de Santa Magdalena para conhecer a icónica Igreja de S. Giovanni, construída em 1744.  A pequena jóia barroca confere um encanto particular a toda a paisagem, a qual é dominada, ao fundo, pelo imponente conjunto das Dolomitas de Odle. A igreja está localizada numa propriedade particular e fechada, acessível mediante pagamento, apenas para a ver mais de perto, uma vez que a mesma se encontra fechada.

Ingresso Capela S. Giovanni: 4€

 

Alpi di Siusi

Situado a uma altitude de 1850 metros, é considerado o maior prado alpino da Europa, um lugar encantador, muito propício a caminhadas. Para aqui se aceder de carro, só é permitido a partir das 17h e até às 19h. Fora deste horário apenas é permitido chegar de autocarro ou de teleférico, a partir de Ortisei ou de Siusi Seis.

Ingresso Teleférico (ida e volta – Ortisei): 19,90€

Ingresso Teleférico (ida e volta – Seiser Alm Bahn): 18€

 

Para Comer

Restaurante La Trambra (Corvara in Badia)

Restaurante muito acolhedor com uma agradável esplanada, localizado no centro de Corvara in Badia, onde se destacam as pastas.

 

Para Dormir

Garni Gabrieli (Corvara in Badia)

Um alojamento de pequenas dimensões, muito familiar e acolhedor, localizado num dos vilarejos mais bonitos e profundos das Dolomitas. Os quartos são amplos, com casa de banho completa. O pequeno almoço é simples, mas muito agradável.

 

Ciesa Verana (Corvara in Badia)

Mais um alojamento localizado em Corvara in Badia, próximo do anterior. O estilo de montanha está igualmente presente. Os quartos são de grandes dimensões, com casa de banho completa. Possui um restaurante que serve refeições ligeiras e onde é servido o pequeno almoço que, diga-se de passagem, é fabuloso. Dos melhores que já comemos, é muito completo, requintado e preparado com todo o cuidado, com produtos diferenciadores e muito saborosos.

Share this post

Sobre

Olá, somos a Carla, o Leonel, a Sofia, a Francisca, e adorámos partir à descoberta do mundo juntos!

Aqui, partilhámos os vários destinos que já visitamos, os hotéis onde ficamos hospedados e os restaurantes que experimentámos. Queremos inspirar quem nos visita, a viajar e a experimentar, pois consideramos que a vida é uma soma de experiências e uma constante procura. Nesta procura, buscamos locais, espaços, gastronomia, cultura, pessoas e, acima de tudo, a felicidade que é poder conhecer, valorizar e preservar o mundo maravilhoso que temos.

Artigos Recentes

Like Us on Facebook

Follow us on Instagram