Monte da Azinheira Grande – Ferreira do Alentejo

Monte da Azinheira Grande – Ferreira do Alentejo

 

#Continuandoàprocura de refúgios únicos na imensidão da planície alentejana, estivemos no Monte da Azinheira Grande, localizado em Figueira dos Cavaleiros, próximo de Ferreira do Alentejo.

          

Aqui desfruta-se de uma estadia singular, com a tranquilidade do silêncio que se quer no Alentejo, o conforto das instalações e sobretudo o modo como os hóspedes são recebidos, o modo como fomos recebidos. Um ambiente muito familiar, muito intimista, afável, foi como se estivéssemos em casa.

          

A Casa Grande com o seu pátio à beira da piscina, do qual se pode desfrutar de um arrebatador pôr-do-sol, o isolamento, o sossego, são ainda outros pontos de destaque para uma estadia maravilhosa na planície dourada do Alentejo.

O alojamento rural está assim, envolto num cenário fabuloso dominado por olival e alguma área de pecuária, nomeadamente bovino e alguns rebanhos de ovelhas, numa pequena propriedade agrícola de 33 hectares.

O Monte da Azinheira Grande dispõe de acomodações rústicas, de acesso Wi-Fi gratuito em todas as áreas e de uma grande variedade de atividades para os hóspedes.

Todas as acomodações climatizadas incluem uma televisão de ecrã plano e uma casa de banho privativa com produtos de higiene pessoal gratuitos. Ao todo, são 6 os quartos que fazem parte desta unidade de alojamento, distribuídos por diferentes tipologias. Nós ficamos hospedados num quarto familiar que está situado no 1º piso, ao qual se acede por uma escada em caracol, que já faz parte do próprio quarto, sendo o único.

          

A propriedade disponibiliza ainda um apartamento com 2 quartos e uma cozinha totalmente equipada e auto-suficiente.

Os hóspedes dispõem de acesso a uma grande variedade de atividades, incluindo ciclismo, equitação, canoagem, tiro com arco e pára-quedismo. Pode ainda passear pela propriedade, de charrete ou a pé, e ficar a conhecer melhor o monte e os animais que aqui vivem, como os patos, galinhas, cavalos, cabras e ovelhas e até porcos do Vietname. Para os amantes de desportos mais radicais, há experiências na área do paraquedismo.

          

À tarde, e para quebrar o descanso e o “dolce far niente”, a D. Adriana prepara um sumo fresquinho de melancia acompanhado de uns biscoitos caseiros, um miminho para compor um bocadinho o estômago.

No final do dia foi um prazer enorme ver as crianças a correrem pelo monte à vontade,  a darem de comer aos animais, a brincarem com os cavalos… E depois veio a noite, que paz, que serenidade, apenas se ouve ao longe as rãs e a brisa leve do vento. Como seria de espera a noite foi muito bem dormida.

O dia começou cedo, como é normal por estas bandas. Hora do pequeno almoço. O Monte da Azinheira Grande serve um buffet de pequeno-almoço muito bom e com produtos regionais. O pão chega todos os dias pela manhã trazido pelo padeiro, depois há os sumos, as compotas, os queijos, os bolos, tudo deliciosamente confeccionado pelas simpáticas e acolhedoras funcionárias da casa a D. Adriana e a D. Dora.

          

Desde 2012 tem sido também um pólo importante no paraquedismo desportivo, já que na propriedade existe, desde 2005, um pequeno aeródromo para ser utilizado por aviões ligeiros e um hangar com vista à criação de um polo aeronáutico na região. Em 2005 foi quando tudo começou, o Monte era apenas um terreno com sobreiros. A pista com 700m em terra batida foi o primeiro de muitos projectos aqui erguidos. De seguida fez-se o hangar de 450m2 e a casa de apoio à actividade. Logo nesse ano, uma escola de pára-quedismo iniciou lá a sua actividade que durou aproximadamente 2 anos.
O Aeródromo particular da Figueira dos Cavaleiros, com 500m de pista de alcatrão e certificado pela ANAC, só abriu em 2008 ao mesmo tempo que se instalou uma nova escola de pára-quedismo (GET HIGH), que aqui formou a Sky Dive Europe. Em 2014 abriram mais duas escolas de pára-quedismo, tornando assim o espaço mais dinâmico, e uma referência nacional.

Também organiza almoços, jantares, convívios e cerimonias. Por exemplo, os casamentos ganham em originalidade. Os noivos podem chegar de avião ou para-quedas, nem que seja só para a fotografia. Num Ford clássico com mais de 50 anos, ou de charrete devidamente decorada para a ocasião

​O salão da Casa Grande é o espaço ideal para festas até 30 convidados ou há ainda a possibilidade de colocar uma tenda para eventos com um maior número de pessoas.