Carla & Leonel

Carla & Leonel

Passadiços do Paiva – Arouca

#Continuando à procura de Natureza em estado puro, no seio de paisagens arrebatadoras, encontramos tudo isto na zona envolvente dos Passadiços do Paiva, que se localizam na margem esquerda do Rio Paiva, no concelho de Arouca, distrito de Aveiro.

A paisagem do rio Paiva é a anfitriã deste fantástico passeio de 8 km, junto a descidas de águas cristalinas, cristais de quartzo e espécies em extinção na Europa. O percurso estende-se entre as praias fluviais do Areinho e de Espiunca, encontrando-se, entre as duas, a praia do Vau. Ninguém fica indiferente a estes terrenos moldados pela força da Natureza. A atenção divide-se entre o cenário natural e as particularidades dos passadiços, aos quais se juntam a biologia, a geologia e a arqueologia, num passeio de encher a alma.

Fizemos os Passadiços no final de junho, num dia de semana e com o tempo nublado, o que foi bom, pois como se sabe, dias de céu nublado são os melhores para fazer caminhadas.

Com as mochilas às costas, carregadas com muita água e comida para um pequeno lanche, iniciámos o nosso percurso na Espiunca.

O início da caminhada foi logo muito entusiasmante, a cada passo que dávamos sentíamos uma enorme curiosidade pelo que lá vinha, a cada curva o cenário é cada mais bonito. O rio, a fauna, a flora, o sossego e a tranquilidade que se respiram deliciaram-nos.

Achamos muito bonitos e de grande interesse os geossítios por onde passamos, Falha da Espiunca, Gola do Salto, a praia do Vau, mais ou menos a meio do percurso, um lugar muito recatado que convida a uma pausa, para banhos ou simplesmente para descansar um pouco. Quase a chegar ao final, muito perto das Cascatas da Aguieira, de parámo-nos com uma escadararia gigante, que à primeira vista, causa um pouco de desânimo, que logo desapareceu, pois se a vista do fundo do vale era lindíssima, imagine-se lá no cimo. Enchemo-nos de força e iniciámos a subida.

Com as “pernitas” um pouco cansadas, mas logo esquecidas perante a beleza do local, lá chegámos ao topo, onde aproveitámos para fazer um pequeno lanche e contemplar a vista, fenomenal de facto.

Com o aproximar do final dos Passadiços, chegou a tão aguardada descida, também ela fantástica e em direcção à Garganta do Paiva, um fenómeno geológico que confere uma beleza estonteante àquele local.

O percurso terminou no Areinho onde existe uma espectacular praia fluvial suportada por excelentes infraestruturas.

 

Partida: Areinho / Espiunca
Distância a Percorrer: 8700m (linear)
Duração Média: 2h e 30m
Nível de Dificuldade: Alto
Desníveis: Acentuados
Tipo de Percurso: Pequena Rota
Âmbito: Desportivo, Cultural, Ambiental e Paisagístico
Época aconselhada: Todo o Ano
Passagem por Geossítios: Garganta do Paiva (G36); Cascata das Aguieiras (G35); Praia Fluvial do Vau (G30); Gola do Salto (G31); Falha de Espiunca (G32)

 

Dicas para os Passadiços do Paiva

– Reservar, pelo site, com alguma antecedência a visita aos Passadiços. Custa 1€ por pessoa e é limitado a 3500 pessoas/ dia.

– Pode-se iniciar o percurso no Areinho ou na Espiunca, sendo que, começando no Areinho não é tão exigente a nível físico, pois a subida faz-se logo no início, altura em que se está menos cansado. Pode-se sair na Praia do Vau, mais ou menos a meio do trajeto.

– Pode-se deixar os carros em qualquer um destes locais, Areinho, Praia do Vau ou Espiunca. Na Espiunca e na Praia do Vau não há muitos lugares de estacionamento. O Areinho, por seu lado, possui um grande parque de estacionamento.

– Em qualquer uma das entradas/ saídas há táxis que efectuam o percurso para o outro lado. O preço do percurso de táxi varia entre 10€ e 15€. Há táxis de 5 e de 7 lugares.

– Ou então levar dois carros, um para ficar na Espiunca e outro no Areinho, desta forma apenas se faz o percurso de 8 km, não havendo necessidade de voltar para trás.

– Levar calçado confortável, muita água, protector solar e fato de banho para um delicioso mergulho na Praia do Vau.

– O percurso tem algumas sombras e muitos locais onde se pode fazer pic nic.

– Ao longo do percurso existem telefones SOS.

– Os Passadiços estão abertos da 7h30 às 20h, de abril a outubro, e das 9h às 17h, de novembro a março.

– Existem vários pontos de venda de água e comida ao longo do percurso.

– Evitar fazer os Passadiços do Paiva durante o fim de semana e feriados.

– Levar um saco plástico para trazer o lixo de volta.

Share this post

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Sobre

Olá, somos a Carla, o Leonel, a Sofia, a Francisca, e adorámos partir à descoberta do mundo juntos!

Aqui, partilhámos os vários destinos que já visitamos, os hotéis onde ficamos hospedados e os restaurantes que experimentámos. Queremos inspirar quem nos visita, a viajar e a experimentar, pois consideramos que a vida é uma soma de experiências e uma constante procura. Nesta procura, buscamos locais, espaços, gastronomia, cultura, pessoas e, acima de tudo, a felicidade que é poder conhecer, valorizar e preservar o mundo maravilhoso que temos.

Artigos Recentes

Like Us on Facebook

Follow me on Instagram